segunda-feira, abril 13, 2009

PROFISSÃO: PROFESSOR
Perfil: Leo Feldman


Comeeeeça mais um fantástico post do blog do Gidat! Acerte o seu aí que eu arredondo o meu aqui!

Faltou falar de um professor de Educação Física, pior das matérias escolares na minha opinião. LF era a cara da educação física: aquele jeito meio sargentão estressado que lembrava um bocado o Bernardinho. Juiz de futebol nas horas vagas, chegou a apitar algumas finais de estadual - uma eu me lembro bem, pois o Flamengo foi campeão em cima do Vasco

Uma coisa boa nele era o fato de ele não se negar a discutir seus próprios lances polêmicos. Sergio um dia foi reclamar de um lance que prejudicou seu Botafogo - time geralmente bom, mas sempre azarado, principalmente com arbitragem - e Leo respondeu, justificou sua própria decisão sem medo de contra-ataque do torcedor enfurecido

Tal medo seria justificável, uma vez que num jogo pelo Brasileiro, ele apitou um lance contra o Grêmio (um pênalti, se não me engano) e alguns torcedores, digamos, lhe fizeram uns carinhos à moda gaúcha, deixando seu olho roxo. No dia seguinte, chegou para dar aula com cara de poucos amigos e óculos escuros e qual não foi sua surpresa ao ver um de nossos colegas, Eduardo Chiote, beijando uma camisa do Grêmio. A reação de LF foi aquela que não se espera de um juiz: começou a gritar e ameaçar o pobre menino, que inocentemente sorria e dava um tchauzinho para o mestre enfurecido, que estava sendo seguro por cinco outros professores

Há uns 5 ou 6 anos atrás, eu via ao acaso um jogo na Record e lá o ouvi comentando o mesmo, fazendo as vezes de Arnaldo César Coelho. Acredito que ainda atue como comentarista ou consultor na área.

Fiiiim de post!

Gustavo Moore acha que tanto gremistas quanto colorados são um bando de gaúchos!