quarta-feira, março 25, 2009

Lugares do CEFET para se visitar antes de morrer:
BLOCO E, DE ESQUEÇA

Prédio central do Cefet-RJ, a imponente construção abriga o que há de mais avançado em termos de tecnologia, causando inveja à Nasa, ao MIT, ao ITA e mais 20 territórios a sua escolha. O orçamento destinado ao espigão era tão alto que chegou até a ter (atenção) DOIS, eu disse DOIS elevadores funcionando simultaneamente (lágrimas vêm em meus olhos)!!!

Era dividido em cinco andares:

O simpático térreo tinha bancos de praça. Era refúgio de calouros na época do trote e dos alunos mais velhos que iam lá para falar besteira e procriar.

O segundo andar compreendia algumas salas burocráticas que ninguém fazia questão de visitar e um posto médico sem medicamentos, além de uma ligação com outros blocos, lugar onde alguns alunos iam para procriar.

O terceiro andar tinha algumas salas de aula destinadas a educação tecnológica, como as aulas de informática em que aprendíamos a usar o utilíssimo paintbrush e o moderníssimo DOS. A iluminação precaríssima e o clima broxante eram perfeitos para a procriação de alunos.

O quarto andar tinha salas de aula e um estúdio de TV abandonado onde Soneca ia ver filmes de pessoas procriando.

O quinto andar tinha mais salas de aula e um terraço perfeito para uma procriaçãozinha!

O E Block Trade Center já foi alvo de inúmeros atentados ao pudor

Já houve um atentado à bomba de verdade no Bloco E, que fez uma professora de matemática perder os dedos, mas parece que não acharam o culpado. Ou seja, muitos eram os tipos de sacanagem que rolavam naquele edifício. Um dos suspeitos era Café, o ascensorista/camelô que atuava na área e que estaria com uma dívida não paga de dois chokitos, mas isso é história pra outro post. Não um de minha autoria!

Ah, e não podemos nos esquecer, que graças à Fetec, que rola anualmente nas dependências do citado bloco, o Gidat se encontrava regularmente para falar de tecnologia, fliperamas, babaquices adolescentes... e até pra trabalhar!!!

Gustavo Moore frequentava muito o Bloco E, mas, infelizmente, só para estudar...