segunda-feira, abril 25, 2005

"GIDAT 10 ANOS" HÁ QUASE DOIS
A saga de um humilde blog


Em 10/01/2004 começava a maior revolução na Internet desde o surgimento do Napster. um evento que mudaria a história da humanidade, talvez mais que a próxima mudança do eixo de rotação da Terra: começava a funcionar oficialmente o blog do GIDAT 10 ANOS, com o primeiro post, de Sergio Telles. Justamente, neste primeiro post conseguiu-se um recorde até hoje não superado: o de maior explicação sobre o autor (aquela(s) frase(s) final(is) que dissertam sobre o autor, geralmente em itálico). A deste primeiro post foi:

"Sergio Telles trabalha com planejamento em transporte urbano e foi o idealizador do blog. Estudante de Economia da UERJ, ensaia seu futuro como comentarista econômico em seu blog. Talvez um dos que mais se distanciou da origem técnica, herdou as fortes lições que aqueles jardins e bancos do pátio do CEFET deixaram na sua vida. Muitas ainda são seguidas no dia-a-dia, se tornaram corriqueiras e imperceptíveis, mas é difícil imaginar esse hoje sem aquela parte de ontem que existiu."

Notem que o que era para ser uma oração simples, com sujeito e predicado se transformou em um texto com refrão e estrofes de uma síntese quase parnasiana em que o rapaz só não disse o resultado dos últimos jogos do Botafogo e sobre a posição do Brasil enquanto signatário do protocolo de Kioto, aliás, ainda bem, pois senão teríamos mais pelo menos 20 linhas de texto!

Justamente os posts das primeiras 5 semanas foram os maiores e os mais criativos, porque tratávamos das histórias que saltavam primeiro de nossa mente, as mais marcantes e, no caso dos homenageados, os mais figuras. Lembro que meu primeiro post foi justamente na semana do Soneca e comparando o tal post com os meus últimos, chega a ser inacreditável como eu perdi humor e imaginação, mas nem reclamo disso, afinal, o mesmo dilema ocorre com os músicos, que geralmente são aclamados nos primeiros discos e quando evoluem musicalmente perdem pontos com o público e ganham com os críticos. Vamos agora aos...

TOP 10 - Momentos que mais marcaram o blog:

1- Semana do Soneca
Posts engraçados e toscos, repletos de imagens divertidas. Apesar de não ter sido a semana com mais posts, ganhou disparada em qualidade e pelo fato de ser a semana inaugural de "homenageados". Destaque para o Edvar, que muitos (inclusive eu) mal conhecem (aliás, o Eduardo disse que era loiro!), mas que acabou pegando carona na garupa do Soneca.

2- Post das raridades do CEFET
Em um show de cobertura (e de falta do que fazer), Adriano Moutinho coletou diversas imagens da época do GIDAT. Panfletos, jornaizinhos, cartões, enfim, só o filé daquela época. Eu lembro que também mandei umas fotos antigas de um encontro da galera em 95 num shopping em Botafogo. Foi legalzinho, mas não teve o mesmo impacto

3- "Imagens" do Brasil
A semana do Brasil foi muito produtiva, afinal, o que não faltava eram motivos para sacanear nosso velho cramulhão, mas o top da semana, sem dúvida, foi o post do Sweet em que ele colocou várias imagens chupadas do "Marte Ataca" com legendas bem engraçadas

4- Ser Sergio é...
Modéstia a parte, esse foi meu. Quatro figurinhas sobre o nosso (aham) querido amigo Sergio, que resumiram seu, digamos, estilo. Lembro-me que ele ficou bem puto com algumas, mas todo mundo que leu apoiou, inclusive os coadjuvantes também sacaneados nos desenhos.

5- Comentários danados
Um show `a parte, muitos eram bem engraçados e são fruto de um grande poder de improviso, aliados a um afiado humor característico de nossa turma. Mais uma vez, Soneca e Brasil foram as maiores vítimas. Quem não se lembra daquela espetada sobre o Soneca ter ido ver o Senhor dos Anéis na casa de um "casal" de amigos?

6- A Nova Dheli alemã
Na semana do Betoni, apenas alguns minutos separaram meu post e o do Sweet sobre o mesmo assunto: o asseado povo indiano, que infernizava Bruno Betoni em suas andanças em além -mar

7- Slogans e você: tudo a ver!
Os slogans forar super-utilizados durante a existência do blog, sem dúvida o campeão foi o "Sweet, compra um carro!". Como a resposta da vítima era sempre a mesma, o máximo da tiração de sarro foi quando postaram uma foto de uma moeda de 1 centavo para ajudar na "vaquinha". Esta e outras frases de efeito foram como um bom sanduíche: simples, rápido e engana a fome até surgir algo melhor.

8- Ser o homenageado: não tem preço
Para uns emocionante, para outros decepcionante. Imagine uma mídia aberta de massa em que conhecidos seus ficam mais de uma semana falando exclusivamente sobre você! Claro que além da homenagem, você saberá que seus maiores podres serão jogados no ventilador sem dó nem piedade. Quando acabaram-se os homenageados, o Blog não foi mais o mesmo...

9- As trapalhadas dos professores
Se não fosse o blog, eu não saberia das peripécias de Didi Mocó, não me lembraria das teorias conpiratórias do Bitt, das piadas sen-sa-cio-nais do Arídio e nem do bom-humor e da simpatia da Feedback. Muitas de nossas melhores histórias devemos aos nossos professores e neste blog estão bem representadas.

10- A queda do império
Nem só de bons momentos passa-se a vida. Infelizmente, nosso blog foi sucateado na forma e no conteúdo. poucos posts, nenhum comentário. Os ótimos comentários antigos simplismente sumiram, bem como as fotos (inclusive o título). Pensei em fazer um título novo, colocar novas fotos dos homenageados, mas fui dominado pela preguiça e pelo desânimo. Afinal pra que ter tanto trabalho, se ninguém vai ver mesmo? As pessoas do grupo optaram pelo enlatado ORKUT, que oferece mais opções, comunidades, interação... mas nos tira o direito de ter algo diferente, algo só nosso. Uma pena...

Sem mais delongas, por hoje é só, pe-pessoal!

Gustavo Moore acredita que ninguém vá ler esta merda, por isso manda todo mundo tomar no olho do cu!