sexta-feira, outubro 08, 2004

"O que será do amanhã, como vai ser, o meu destino...?"

Falamos muito de 1994... agora talvez seja um momento de refletir... e em 2014, o que será de cada um de nós? Se hoje em dia temos já espalhados em 2 continentes gidatianos, imaginem quanto tivermos beirando os 40 anos, onde estaremos. Acho que é um tema que renderá mais alguns posts e comentários, portanto lanço como um exercício de previsão. Posso prever alguns, com certo grau de precisão:

- Adriano (mais fácil) - estará dando aula no CEFET, casado com a Cris a mais de 10 anos e com uns 2 filhos pentelhos (apesar de eles não quererem). Portanto, continuará morando no Rio, possivelmente exatamente onde já mora. Será o ponto de encontro das reuniões esporádicas que iremos fazer, quando um grupo de pessoas estiver por aqui pela cidade;
- Gustavo - estará com muitos projetos, subirá dentro do InfoGlobo e ainda morará com os pais, e continuará sem comer ninguém e reclamando que todas as mulheres do mundo possuem "sinusites" como costuma afirmar. Outro que não sairá do Rio;
- Sweet - finalmente vai parar de enrolar a Luana ao anunciar o casamento no final de 2014, cuja cerimônia ele chegará de táxi, afinal até lá não terá adquirido um carro. É possível que vá morar em Niterói;
- Brasil - Concluirá a duras penas seu doutorado, e passará para a Universidade de Rondônia, indo dar aula em meio a cobras e onças. Com isso, terá que sobreviver seu relacionamento com a Márcia de forma virtual, através da internet. Isso se os ET´s não o levarem de volta de onde ele veio.
- Jota - Outro que manterá as raízes na cidade, na direção de seu conglomerado de panificações e fábricas de enxugar gelo. Seu patrimônio será tamanho que levará o Brasil à liderança mundial em gelo seco (produto final da fábrica), desenvolvendo um método exclusivo para exportação do produto que vem acoplado com o luso "dando uma polida" durante a viagem. Logicamente, estará morando no Rio ou em arredores;
- Betoni - Após beber mais que o Zeca Pagodinho e completar seus estudos na Alemanha, será tragado para o Oriente e estará trabalhando na Índia, o país do futuro. É o sonho da vida dele conviver com aquela cultura milenar e asseada. Virá ao Brasil no final de 2014 pra me dar umas porradas porque eu acertei a previsão.
- Bruninho - Irá trabalhar em São Luís do Maranhão, novo pólo industrial-exportador brasileiro, e após cansar-se de leitinho, dedicará suas horas livres ao cultivo do palmito, sua nova adoração. Irá casar com uma maranhense (do interior).
- Beto - Acho difícil que esteja na França até 2014, pois até lá será considerado "persona-non-grata" devido a suas histórias de pescador que em francês devem convencer menos ainda. Virará escritor de ficção científica e lançará um best-seller que conta as aventuras do Brasil em Rondônia. Provavelmente morará na Espanha ou na Itália, na costa do Mediterrâneo, onde poderá pescar sossegado e se inspirar para novas histórias. Será um morador famoso em sua cidade, sendo atração turística local ir ouvir as lorotas.
- Mimi - Terá até lá uns 4 moleques correndo pela casa sem parar, e deverá ser transferido para o Rio, finalmente, depois de ter corrido diversos lugares do país, incluindo Rondônia, passando uns tempos hospedando o Brasil na sua residência militar. Até lá, o Rio parecerá mais com uma selva do que Rondônia, e ele será transferido pra cá por "merecimento".
- Garga - Em função de um tratamento de fertilização artificial, sua esposa terá um filho e finalmente ele poderá começar a fazer sexo com ela. Ele não agüentava mais esperar. Em função de outro tratamento, não brochará mais. Será que vai haver tratamento também para mau-humor? Ainda estará morando em Petrópolis, sua amada terra.
- Soneca - Infelizmente, não mudará muita coisa. Espero que não esteja ainda na Embratel até lá, muito menos morando com os pais e enrolado nas contas. Também esperamos que páre de ter caso com o EDVAAAAARRR, que até lá deverá estar casado e isso é feio, ficar traindo homens comprometidos. Caso tome vergonha e se forme, deverá estar trabalhando com algo ligado a som e música, seu maior sonho. Deverá ir morar de vez pela Ilha Grande, de onde terá acesso ao mundo normal através da internet.
- Flávio - Estará morando com a quinta ou sexta mulher da vida dele, em algum canto de nossa região metropolitana. Revolucionará o mundo jurídico, conquistando num concurso uma vaga para Juíz de Família da 24ª Vara que tratará exclusivamente de processos envolvendo a trupe GLS. Será uma vara bem liberal, topará tudo que vier pela frente. Estará mais maluco do que nunca, e terá um "personal-driver" (vulgo motorista) que o conduzirá mais rapidamente para todos os lugares. Apesar da distância, ainda implicará sempre que possível com tudo que o Soneca faz, e mesmo com o Brasil em Rondônia continuará admirando seus pêlos e sua forma atlética. Nos fundos da sua vara de família será plantada uma pimenteira que arde noite e dia.
- Marquise - Estará trabalhando no interior de São Paulo ou na periferia de Belo Horizonte em algum pólo metal-mecânico, como setor de compras ("enrolador/enganador"). Talvez possa ser absorvido pelos pólos emergentes no sul do país ou em Fortaleza ou São Luís. Terá diversos casos em diferentes cidades, cada mulher mais broaca que a outra e dentre elas alguns travecos também. Teremos que ir defendê-lo em alguns processos por conta de pensão alimentícia.
- Eu - Não quero fazer previsões para mim mesmo. Se tiver vivo, já estarei contente. Espero estar com mestrado e doutorado concluídos na área de transportes e morando em algum lugar que me dê boa qualidade de vida e segurança, além de um monte de mulher me dando mole. (ou seja, o Rio é pouco provável que eu fique). Espero as gracinhas sobre meu futuro nos comentários.
- Paulinho - Como a gente num sabe nem o que ele faz em 2004, é difícil saber o que ele fará em 2014. Talvez esteja ele aqui no blog postando sobre nós todos.

Sergio Telles não é a Mãe Dinah mas prevê que os números da Mega-Sena para o próximo sorteio são 04-14-18-19-27-44. Se algum de vocês ganhar, favor entrar em contato pelo 266-meia mole-meia dura e ser gentil comigo, doando parte do prêmio em função dos direitos autorais.

quarta-feira, outubro 06, 2004

EDUARDO, O ÍMÃ DE VEXAMES

Uma das características mais marcantes de "Seu Mininu" é a capacidade que ele tem de atrair pra si situações embaraçosas. Uma vez, quando voltava de niterói de madrugada (o que é que ele pode ter ido fazer lá?), um afro-brasileiro afeminado pergunta no curral do ônibus:

(dramatização)

- Hmmm... pofo pagar a pafagem pra vofê, bofe?
- Oooh, que isso? Não precisa não...
- Eu infisto!!!
- Ah, obrigado... pode deixar, não se incomode!
- Não é incômodo nenhum! Eu pago com o maior prazer!!

Sweet, que é pão duro que nem o Tio Patinhas, mas não tão endinheirado, resolve ceder.

- Oooh, você faria isso por mim??? Puxa, você é um cara legal!!! Você é meu amiiiigo!!! Como é bom encontrar pessoas solidárias e desinteressadas!

Sendo madrugada, Eduardo pôde escolher qualquer lugar na condução para se sentar, mas não contava (mesmo?) que o gayzão fosse sentar bem ao seu lado. Eis que o Lacraia Cover solta:

- Vofê é um rapaz bonito, hein, bofe? Qual é feu telefone? A gente podia marcar...
- Oooh, desculpe... eu sou compromissado!!!! Eu mereço ser punido por isso, mas eu estou comprometido!!!
- Ah, imagina, lindão, pode trazer ELE também! Eu não fou fiumento.
- Não, desculpe discordar, mas é que eu gosto de, ahn, bem, mulher, sabe?
- Calma, meu Hércules de óculos. Comigo vofê nem vai notar a diferenfa!!!

Assim, o afeminado clone do Lafond foi tentando convencer o pobre Woody Allen Jr a, digamos, "afrouxar" a arruela. Pra sorte dele(s), Eduardo é um tipo muito teimoso e se mostrou irredutível - e ainda ganhou uma passagem grátis!!!

Algum tempo depois, lá em Maricá, ele passeava com a namorada que ele tinha na época. Ia na frente de toda a galera que já vinha os zoando por algo que eles já faziam há mais de 4 anos (ou melhor, que eles não faziam!), quando uma brasília amarela com alto-falante passa vendendo laranjas:

(dramatização)

- LARANJA! LARANJA! LARANJA! QUEM VAI QUERER AS LARANJAS? LARANJAS VINDAS DIRETO DA GRANJA(???), OLHA A LARANJA AÍ... EI, VOCÊS DOIS! É, O CASAL! ISSO É NAMORO OU AMIZADEEE?

(em tom de voz inaudível)

- É namoro...
- NÃO OUVI! É NAMORO OU AMIZADEEE?

(em tom de voz ainda mais baixo)

- É namoro...
- TÁ NA CARA QUE É AMIZADE! PAMONHA! PAMONHA! PAMONHA!

Se houvesse um buraco na terra, Eduardo enfiaria a cabeça lá. O fato é que buracos haviam de sobra no local, mas de todos eles emanavam risos direcionados a sua pessoa!

O último evento, segundo a cronologia seria o do dia em que ele estava em Fortaleza com nosso chefe. Andavam pela calçada quando um indivíduo estranho distribuindo panfletos olha pra ele e diz, entregando um papel:

(dramatização)

- Espero vofê lá, tá bom?
- Oh, obrigado!!! Nem sei onde é, mas vou siiim!

Quando resove olhar o papel, etava escrito: "Baile de Gala - Miss Brasil Gay"

Por algum motivo, o panfleteiro achou que ele era um frequentador em potencial da boate. Nem vou me prolongar em zoar esse episódio, até porque até hoje ele é zoado no serviço.

Gostaria que nossos 4 leitores enviassem sugestões de como o Sweet poderia se livrar do assédio constante dos vexames cotidianos. O único que eu posso dizer é: ande mais com o Brasil, porque ele é uma moça!

Gustavo Moore disse que sua vida é um livro aberto. Um livro beeeem chato!