segunda-feira, junho 07, 2004

Homenageado da semana:
Eduardo Sweetchuck





Nosso homenageado desta vez é um indivíduo que não chegou a participar do GIDAT. Na verdade, ele só ficou conhecido da turma nos últimos anos de CEFET. Destaca-se pela simpatia e pela inteligência, ambos tão extremos que às vezes chegam a prejudicá-lo.

Posso considerá-lo meu maior amigo atualmente, até porque ele já provou seu companheirismo mesmo em momentos difíceis ou tristes - devo me lembrar que quando eu precisava desesperadamente de um emprego/estágio ele me arrumou um lá na Infomarket, onde trabalha até hoje. Ao ler este perágrafo ele vai abrir um sorriso de orelha a orelha e falar pro monitor: "Oooooh ilustre!!! Me dá um abraço!!!"

Não sei bem por onde andou até o segundo grau, mas sei que foi um bom aluno na época do CEFET, sendo muito apegado a um tal "Zorro". Sinceramente, acho que esse tal de Zorro não deve ter existido - foi um amigo imaginário ou uma fantasia tipo Clube das Mulheres. E vamos considerar: o cara jurou que o Edvar era loiro, é bem capaz de ver coisas que não existem.


Eduardo ainda ansioso por notícias de seu amigo imaginário

As opiniões políticas de Sweet quase sempre geram polêmica. É muito comum vê-lo enquanto radical de centro-direita pró-FHC discutindo com Sergio ("Aaaah, vai lamber o cu do ACM, Sweet"), com o Soneca ("Pombas! Eu já falei! O negócio é anexar a Argentina e depois fechar as fronteiras!") e comigo mesmo ("Porra, moleque! Eu já falei que tem que investir em indústria! Que se foda a agricultura!"). Talvez a única vez em que ele tenha se dobrado às nossas investidas foi quando ele votou no Lula. Foi mesmo uma vitória, porque ele era Serra convicto... mas só pra mostrar que ele não mudou nada, ele defende todos os atos continuístas do Lula e critica os inovadores (bem, vou parar por aqui porque o assunto não é política).

Bonitão e atlético, atrai a atenção das mulheres por onde passa, mas quem conseguiu fisgá-lo foi mesmo a Luana, que justamente por não ter nada a ver com ele, tornou-se o par perfeito. Ela costuma propor as idéias mais absurdas nas horas mais impróprias. A campeã foi a da véspera do caranaval, em que ela sugeriu que saíssemos no bloco de piranhas... não dá pra imaginar nenhum de nós vestidos de mulher, fala sério!!! Só o Brasil que é uma moça... Destemido e heróico, Eduardo sempre leva a namorada pra casa, Sempre de barca ou ônibus ainda que de medrugada, pois a mãe não permite que sua pequena sequer durma em casa.

Por falar em mãe, é de se notar que Sweet é o homenzinho da casa, estando sempre pronto a fazer as tarefas domésticas e, principalmente, as compras. Sempre que vai ao Mundial da Sães Pena, sorri e pede desculpas a cada velhinho que esbarra em seu tornozelo com seus carrinhos de feira. Eduardo faz questão de ceder o lugar na fila a alguém mais velho mesmo que só esteja comprando uma maçã e o velhinho esteja com três carrinhos cheios.

Sem mais delongas, vamos caprichar com as homenagens ou sacanagens ao nosso querido colega. Como ele mesmo diria... "Eu preciso ser puniiido!!!"

Gustavo Moore quer vender um carro. Sweet, compra um carro!!!

domingo, junho 06, 2004

"Isso não é sinuca!!!"

Depois de um longo tempo sem posts, eis que volta, para alegria de todos os meus 3.14 ouvintes, o blogador que vos tecla, o inigualável, Adrianus...

Mas vamos deixar de papo e voltar ao que interessa. Não precisa nem dizer de quem é esse bordão do título, do nosso caro colega o Flávio maluco, o portador de KY mais famoso do CEFET-RJ.

Sobre sua maluquice, não precisa nem dizer. Apelido ganho sem querer, dado pelo Guilherme da nossa turma e colocado em prática pela primeira vez pelo Gumercindo, ou "Sr. Café" para os íntimos.

A estória foi o seguinte, Guilherme pediu para o Café, ascensorista do elevador do bloco E na época, para aguardar com o elevador pois o "Flávio maluco" estava chegando. Como o Flávio não chegava, Café começou a esbravejar para todo o bloco E:

Flávio maluco! Flávio maluco! Flávio maluco! Flávio maluco!

Imortalizando o apelido, que na verdade se adaptava muito bem à pessoa.

Uma das estórias mais legais que lembro do Flávio foi durante uma aula de química do terceiro ou segundo ano. Nossa professora era uma chata, que adorava dar notas baixas e esporro em quem estivesse por perto. Depois de pegar o Cláudio Sporro-boy conversando ela resolveu encher o saco da turma inteira, falando mais ou menos assim...

"Se vocês ficarem conversando na sala vai ser pior, depois vem a prova e aí sabe o que pode acontecer? Sabem? Sabem? Sabem?"

Lógico que todo mundo sabia o que poderia acontecer, mas Flávio, no auge de toda a sua sapiência resolveu ter certeza e perguntou.

"O quê?"

O que deixou a professora mais irritada ainda, fazendo todo mundo rir e dizer "Este é o Flávio maluco!". Isso não aconteceu por mal, ele ficou apenas, eu acho, curioso com a seqüência de perguntas da professora.

Mas apesar de suas doideiras é um dos mais inteligentes da turma, provando ser muito bom mesmo em outra área, terminando o curso de direito há pouco tempo, um pouco diferente de eletrônica, em que também era muito bom, mostrando a todos que não possuímos de forma nenhuma apenas uma inclinação na nossa vida...

Adriano Martins Moutinho é Fã do Flávio,
mas não amigo colorido como postado
anteriormente pelo Sérgio. Esse sim é
viado de carteirinha! "CALA A BOCA SERGIO!"