quinta-feira, abril 15, 2004

TODOS OS ÂNGULOS DE MOORE


Fazendo uma pose sensual para um redator do Jornal EXTRA


Em uma das raras choppadas da UFRJ que costuma freqüentar, quando esquece que é viado e até dá uns pegas numas menininhas
PS: observem que ele está tão bêbado que apesar de estar no meio da festa ele ainda está com seu crachá do Jornal EXTRA, para ver se impressiona alguma vítima


Moore odeia admitir que faz umas pontas lá no PROJAC onde em geral entra mudo e sai calado, e ainda por cima pega baranga!


Moore pega um solzinho da manhã no gramado em frente à EBA lá no Fundão sossegado, durante um tempo livre


Moore, último da direita, nos tempos do CEFET aderiu à moda country especialmente em seus cabelos.


Não podia faltar aqui sua banda preferida, com a qual se identifica profundamente (Ui!)


Sabemos que o homenageado se emociona com cenas românticas, não poderia faltar algo sobre essa obra que ele tanto admira!


Prato tipico espanhol preparado á base de aliche, iguaria predileta do homenageado


Para finalizar, a imagem dos sonhos de Moore: o carro que tanto desenhou por anos nas cores que mais gosta.



Sergio Telles está atrasado para uma reunião, e desculpa por não ter editado as figuras. Era só pra compensar a babaquicie de Moore.

HOMENAGEADO DA SEMANA PASSADA
GUSTAVO MOORE




O homenageado desta semana é a pessoa que eu mais gosto no mundo. nascido há pouco mais de 2003 anos em uma manjedoura, chegou a receber a visita de três reis... espere aí... ah, esse é um mané sem importância! Como eu deveria dizer, Gustavo Moore nasceu no Hospital Italiano (Grajaú) em 1977, algumas décadas após a morte do mais ilustre dos brasileiros: Pedro Ernesto. Desde o início mostrou ter o grande dom de assimilar todas as virtudes da turma A-ELT de 1992: ele tem a beleza de Brasil, a delicadeza de Marquise, a independência de Eduardo, a masculinidade e a disposição de Soneca, o bom humor de Gargamel, a simpatia e, principalmente, a modéstia de Sergio.

Possui o dom de fazer aleijados andarem, transformar água em cachaça, fazer fanhos falarem palavras complexas como "Fafá de Belém", "farofa" e outras, tocar gaita enquanto bebe água, embrulhar um guarda-chuva e uma melancia em um mesmo pacote, utilizar visão de calor e raios-x, etc, etc, etc...

Dotado, aliás, SUPER dotado de um Q.I. (Associação Brasileira de Normas Técnicas) de mais de 315, Gustavo Moore tem tudo para se tornar o próximo líder mundial. Para este feito, antes de mais nada, ele precisa aprender a encostar a própria lingua no nariz.

Atualmente é infografista no jornal EXTRA.

Gustavo Moore só tem um defeito: não sabe mentir.

terça-feira, abril 13, 2004

12 ANOS DE CEFET

Sergio acaba de me informar que hoje fazem exatamente DOZE anos que nós nos conhecemos lá no CEFET (sou só eu que me sinto com a idade do universo, quando eu penso nisso?!). Estou sem saco nem tempo pra fazer um post longo, mas como essa data não podia passar em branco então vou só dizer que TEM SIDO UMA HONRA CONHECER TODOS VOCÊS (embora, em alguns momentos, isto também tenha sido apavorante - vide o dia em que eu tive a infeliz idéia de levar a Márcia num de nossos encontros... :-p)

Anderson Brasil é matemático, professor da UFRJ e, durante a maior parte dos dias, tem mais o que fazer do que ficar postando neste blog. :-p