sexta-feira, outubro 19, 2007

PROFISSÃO: PROFESSOR
Perfil: Feedback

Nossa querida professora de Português se destacava sobretudo pela simpatia e camaradagem. Suas aulas eram, digamos, muito relaxantes mas ainda assim deixavam alguns alunos em grande excitação. Um dia, a gentil senhora quis me expulsar de sala por causa de uma daquelas brincadeiras de passar papelzinho adiante. Dei o azar de justamente na minha vez ser pego. Ao notar tamanha injustiça, meu amigo Sergio levantou-se e desferiu um sonoro "PROTESTO!!!", tal qual falaria se estivesse num tribunal. Tal gesto deixou estupefatos a professora, a turma e a mim. Não precisei sair da sala, já que a discussão durou até o final daqueles dois longos tempos de aula.

Já não me lembro mais do nome verdadeiro da notável madame (que pelo sotaque, deveria ser conterrânea de Daniela e Ivete ou de Elba), mas uma coisa ainda está bem viva em minha memória: o fato de ela não ter tido nenhuma falta naquele fatídico segundo ano de segundo grau. Todos marcávamos no relógio os 15 minutos de tolerância e esperávamos ansiosos até podermos sair da sala em debandada... mas ela mostrou-se uma funcionária pública exemplar, para delírio de seus fãs!

Gustavo Moore é capaz de comer uma pizza gigante de aliche em menos de 5 minutos. Ei! Espera aí! PROTESTO!!!


3 comentários:

Sergio Telles disse...

O nome da jararaca era Iracema. Aquela discussão, bem como outra que ela teve com o Tenessee em relação a estar com o livro em todas as aulas, fez ela tratar nossa turma de forma mto mais suave que as demais. Ela não tinha o menor respeito com os alunos.

Moore disse...

Essa do Tenessee eu não lembrava. Pô, ela era suave com a gente?

Sergio Telles disse...

Em relação ao que falavam dela de outras turmas, ela implicava muito menos com a gente, mas de longe mesmo.